Blog SEPI

Poetas no SEPI

Postado dia 04/04, 2017 por

O Projeto Pensando no Futuro, por meio do subprojeto Poetas no SEPI está proporcionando as crianças e adolescentes o desenvolvimento da criatividade, da arte de expressar sentimentos e autoconhecimento.

A primeira proposta foi à reforma de antigos cadernos com criações artísticas destacando os gostos e desejos de cada um, dessa forma houve incentivo para a contribuição do meio ambiente em cada reutilização e reforma.

sepi-poesia-01

Após a confecção dos cadernos de poesia, as crianças e adolescentes tiveram a chance de conhecer algumas poesias para dar início as suas inspirações. As primeiras poesias selecionadas foram; Ausência (Carlos Drummond de Andrade), Quarto Motivo da Rosa (Cecília Meireles), São Francisco (Vinícius de Moraes), Lá vêm às férias (Ruth Rocha), Poeminho do Contra (Mário Quintana), Via Láctea (Olavo Bilac), Retrato (Cecília Meireles) , entre outras.

sepi-poesia-02

Todas as crianças e adolescentes estão se empenhando na criação de suas poesias, transbordando sentimentos, emoções, autoconhecimento e muita criatividade.

Vale a pena conferir algumas delas:

Imaginação
Se eu imaginar a cor violeta, logo identifico um cometa.
Com o amarelo, imagino um caramelo.
Com o vermelho, penso na língua de um coelho.
Depois de tanto rimar, acho que vou descansar.

Giovana Silva – 5º ano

Sorvete
Sorvete, sorvetinho
Está bem geladinho
E bem refrescante
E meu cérebro congelante

Rosa Profirio 5º ano

Deixa!
Quando minha alegria se manifestar,
Nada nesse mundo me impedirá
Deixa eu te dizer
Que eu te amo
Que muito tempo sonho
Olhar dentro dos teus olhos
E dizer que te adoro
Deixa eu beijar o teu rosto
De quem enxugou o meu pranto.

Elisa Carvalho 8º ano

Meu sonho
No meu sonho tenho que acreditar
E uma atriz virar
O contrato do SBT assinar
O Silvio Santos eu vou abraçar
Nele muitos beijinhos eu vou dar
Mas para isso, terei que lutar
Para fazer o teste preparada
Tenho que estar
E chegando no SBT é só arrasar
Tenho que estudar
E quando chegar lá, errado não falar
Do Silvio Santos eu vou lembrar
No meu coração ele eu vou guardar
Nas novelas vou ter que atuar
E um belo rapaz beijar
Emocionada vou estar
Até esse dia chegar
O texto vou ter que decorar
E na hora da gravação lembrar
No futuro eu quero casar
E o buquê vermelho jogar
Mamãe eu quero virar
Dos meus filhinhos cuidar
Quando eles aprenderem a falar
Com orgulho eu vou ficar.

Fátima Letícia 8º ano

Ser criança
Ser criança é legal
Ser criança é divertido
Mas é mais legal
Brincando com meus amigos.
Na escola estudamos
No recreio nós brincamos
Toca o sinal e vamos pulando
Na hora de ir embora
Esperamos nossos pais
Para ir para a casa e brincar mais
Vai anoitecendo volto para casa
Tomar banho e jantar com minha família amada
Aí vou descansar
Para um novo dia chegar

Lucas Eduardo 8º ano

Caderno de Poesias
É um ótimo lugar
Tantas coisas maravilhosas
Que eu quero lhes contar
Escrevo em forma de versos
Para todos aprender
Que passamos por problemas
Mas iremos resolver
Agora você já sabe
Porque os poetas passam o dia escrevendo
Em seus cadernos de poesia
Então faça seu caderno com muita alegria!

Lívia Lopes 1º ano do Ensino Médio

As crianças e adolescentes estão se envolvendo tanto na criação e leitura de poesias que a cada dia está sendo realizada uma proposta para incentivá-los ainda mais.

Poesia com recorte e colagem

isopor Isopor
Com essa bolinha posso fazer um sol, mercúrio, saturno, urano e netuno.
Espera aí ?
Cadê o plutão?
Coitado! plutão saiu do grupo
Que pena!
Mas plutão tem seis luas
Umas pequenas e outras grandes, então…
Bem-vindo novamente plutão!

Pietro Michelazzo 5º ano
perfume Perfume
Com esse perfume eu lembro de você
Saiba de uma coisa que esse cheiro faz sentir prazer
Sei que esse cheiro é essencial mas o que me importa é sua atitude legal.
Não importa o que dizem, o que importa é você
Sei que tu sabes
Que nunca esqueci
O que eu sinto por você.

Elisa Carvalho 8º ano